Zaqueu, desce depressa!

Written by  //  26 de maio de 2011  //  Espiritual e Humana  //  7 Comments

´MAIKEL ZAQUEU

São Lucas capitulo 19.

1. Jesus entrou em Jericó e ia atravessando a cidade.

2. Havia aí um homem muito rico chamado Zaqueu, chefe dos recebedores de impostos.

3. Ele procurava ver quem era Jesus, mas não o conseguia por causa da multidão, porque era de baixa estatura.

4. Ele correu adiande, subiu a um sicômoro para o ver, quando ele passasse por ali.

5. Chegando Jesus àquele lugar e levantando os olhos, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa.

6. Ele desceu a toda a pressa e recebeu-o alegremente.

7. Vendo isto, todos murmuravam e diziam: Ele vai hospedar-se em casa de um pecador…

8. Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-lhe: Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo.

9. Disse-lhe Jesus: Hoje entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão.

10. Pois o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido.
 
 Fico impressionado como interpretamos esta palavra e focamos apenas na parte que Zaqueu subiu; Zaqueu correu adiante e afirmamos, em oração: “eu também quero subir, quero subir mais e mais, quero estar sempre em cima, quero correr sempre adiante!”.

 Pergunto: Subir no que e para que? Correr? Para onde? E por que correr? Adiante, passar na frente dos outros? Por que?

Zaqueu  correu na frente dos outros porque era isso que ele fazia a vida toda, Zaqueu era cobrador de impostos e isso o levava a ser arrogante, ganancioso, mentiroso e, com certeza, destruidor de muitos lares. Zaqueu, por ser cobrador de impostos e cheio de privilégios, esteve sempre a frente, sempre buscando o topo e, quando não conseguia estar a frente, subia em alguém para alcançar o topo, típico de uma pessoa carente que precisa do topo para ser feliz.

Infelismente, encontramos muitos Zaqueus ainda; vejo jovens tristes por falta de atenção de seus pais, pais que, por sua vez, vivem correndo e correndo na vida profissional, vivem buscando status no trabalho e para alcançar cargos importantíssimos, vida financeira estável, isso tudo para subir, e subir cada vez mais! Jesus em sua palavra nos ensina que: “Pois onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração. (São Lucas 12,34)”. Nosso tesouro está em casa, nas pessoas que Deus nos confiou! Dinheiro não faz filho feliz! E se filho fica feliz apenas com o dinheiro, está sendo pior que Zaqueu. Vamos deixar de ser destruidores de lares!

O foco principal desta palavra aqui está: Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa. Ele desceu a toda pressa e recebeu-o alegremente.(Cf. Lucas 19,5-6)”. Jesus, não precisa daqueles que querem subir cada vez mais, Jesus quer encontrar pessoas que desejam acolhê-lo! A primeira atitude de Jesus quando viu Zaqueu foi “Zaqueu, desce depressa!”. Isso foi uma exortação: Jesus conhecia Zaqueu e sabia que ele era cobrador, Jesus bem sabia que ele era um homem que desagradava a Deus e destruia famílias! Por isso Jesus, naquele momento, o exortou! Quando Jesus disse para que Zaqueu descesse depressa, Zaqueu imediatamente viu e ouviu o Mestre e aí está a grande graça, o grande milagre desse trecho do evangelho.

Ao ouvir a exortação, Zaqueu imediatamente voltou para o Senhor, desceu depressa e o foco saiu de Zaqueu, voltou para Jesus. Observem, o foco do evangelho estava em Zaqueu! Ele entra roubando a cena: chegou, correu no meio do povo, passou na frente de todo mundo e, quando viu que ninguém o observava subiu na árvore, típico de alguém que quer chamar atenção para sí e tirar a atenção do Cristo! Mas no ponto da salvação, Jesus vendo tudo que acontecera, tomou as rédeas da situação e aproveitou para fazer o milagre.

Milagre? Sim! Quando Jesus exortou Zaqueu e ele acolheu, o grande milagre aconteceu, aquele homem tomou uma postura diante do Senhor, ele desceu da posição em que estava, viu que tudo o que ele estava vivendo e fazendo era supérfluo e não agradava ao Senhor. Zaqueu entendeu que nada nem ninguém nesta vida é capaz de fazer a gente subir, nem dinheiro, nem cargo profissional, nada! Zaqueu entendeu que o lugar mais alto que alguém pode estar é aos pés de Jesus! Esse é o grande milagre que ainda falta em nossas vidas! Falta entender que é necessário estar aos pés de Jesus, no chão, de joelhos, mas aos pés de Jesus! Esse o lugar mais alto e mais inteligente que todos devem estar.

Quando escutamos a voz do Mestre e a acolhemos em nosso coração, devemos fazer como o novo Zaqueu fez – digo novo, porque ao descer da árvore, Zaqueu deixou de lado todo seu egoísmo, sua prepotência – devemos renunciar aquilo que nos leva para cima, mas, espiritualmente falando, nos leva para o mais profundo dos abismos! Observamos a palavra:  “Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-lhe: Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudado alguém, restituirei o quádruplo. (Lucas 19,8)”. Que cena linda! Imagino a cara dos fariseus, a cara do povo, vendo aquele homem reconhecer seu maior pecado e se entregando a Jesus a ponto de, imediatamente, o reconhecer como Mestre! Para estar aos pés de Jesus, é necessário reconhecer que Ele, apenas Ele, é o Mestre e, depois, renunciar a vida velha. O que precisamos renunciar? Zaqueu, diante de Jesus, e de pé, sinal de que estava olhando nos olhos de Jesus, e só se olha nos olhos de alguém quando se tem certeza do que se está dizendo e, olhando nos olhos de Jesus, que nos olha incansavelmente, o que eu renuncio hoje, em minha vida, para que eu diminua no pecado e ele cresça em minha vida? A palavra renúncia requer esforço, requer luta, não vamos pensar que foi fácil para Zaqueu renunciar tudo, ele era rico e a palavra nos afirma isso “ Havia aí um homem muito rico chamado Zaqueu, chefe dos recebedores de impostos. (Lucas 19,2)”. Mas Zaqueu decidiu renunciar, pois, ao olhar para Jesus, Zaqueu viu a Salvação!

Meu(inha) amado(a), vamos, hoje, renunciar aquilo que nos faz cair no abismo mais profundo que possamos imaginar? “Talvez eu tenha que renunciar a droga, o sexo desrregrado, talvez eu tenha que renunciar, hoje, as palavras malditas que lanço dentro da minha casa. Talvez hoje, eu precise renunciar o meu egoísmo e pedir perdão para todos a quem machuquei”. Meu irmão, minha irmã, renúncia é isso: é olhar nos olhos de Jesus e aceitar diminuir para que Ele apareça; somente assim, a salvação irá entrar em nossas casas e em nossos corações.

Disse-lhe Jesus: “Hoje entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão”.

7 Comments on "Zaqueu, desce depressa!"

  1. EmiliCampos 26 de maio de 2011 às 13:50 ·

    Bem abençoadinho por Deus esse textinho *-*

  2. Karoline Ronchi 26 de maio de 2011 às 13:57 ·

    Amém, amém… que bençãão!!! *-*

  3. Tami 26 de maio de 2011 às 14:10 ·

    Que o Senhor possa entrar em nossas vidas e trazer a Salvação! #aleluia

  4. Carla Spillere 26 de maio de 2011 às 14:13 ·

    Texto muito bom!! Realmente um novo olhar sobre Zaqueu, que eu nunca imaginei antes. Parabééns..

  5. Aline 26 de maio de 2011 às 14:53 ·

    Nossa, demais… nunca tinha parado para olhar deste modo! Então que possamos deixar, Jesus ser nosso Mestre para que A SALVAÇÃO entre em nossas vidas !

  6. Syssa 26 de maio de 2011 às 17:19 ·

    Quando ele me passou esse texto para corrigir e a medida que fui lendo, fui surpreendida por um Zaqueu que eu não conhecia. Que Jesus seja o centro em todas as situações de nossa vida! Te amo amor! Deus te abençoe.

  7. Jana 30 de maio de 2011 às 13:11 ·

    Agora eu vejo que preciso descer da árvore, renunciar o mundo, aceitar ser humilde para que Deus possa agir em mim.
    Me tocou de mais esse texto

Leave a Comment

comm comm comm